Boas
    Animais     Répteis     Serpentes     Boas
 
   Cães
   Cães
   Raças de cães
   Cuidados e alimentação

   Gatos
   Os gatos
   Raças de gatos

   Cavalos
   Os cavalos
   Raças de cavalos

   Mamíferos
   Coelhos
   Elefantes
   Esquilos
   Hamsters
   Lobos
   Macacos
   Morcegos
   Ursos

   Mamíferos marinhos
   Baleias
   Focas
   Golfinhos
   Orcas

   Felinos
   Leões
   Leopardos
   Linces
   Tigres

   Répteis
   Crocodilos
   Iguanas
   Serpentes
   As serpentes
   As serpentes como animais de estimação
   Examinar a serpente
   Mordeduras das serpentes
   Origem das serpentes
   Serpentes venenosas
   Anacondas
   Boas
   Cascavéis
   Cobras
   Víboras
   Imagens de serpentes
   Tartarugas

   Mundo marinho
   Peixes
   Tubarões

   Aves
   Águias
   Pássaros
   Pinguins

   Insectos
   Borboletas
   Formigas

   Animais
   Animais famosos
   Cuidados de animais
   Curiosidades sobre animais

   Imagens
   Desenhos
   Fotos
   Fundos de Ecrã
   Imagens graciosas
   Gifs animados


Boas
15

BoasAs boas são serpentes que pertencem a uma família tropical de serpentes não venenosas. Trata-se de animais fortes e de grande tamanho, normalmente com uns 5 ou 6 metros, apesar de às vezes ter chegado a medir 10 metros. O seu lugar habitual é as zonas húmidas das florestas. Algumas são aquáticas, como é o caso da anaconda. Norma geral, são animais eu hábitos nocturnos e todas matam as suas presas afogando-as por as apertarem ao redor.

As boas se classificam em 2 famílias, os pitões e as boinae. Ambas pertencem ao grupo das henophidias. A serpente boa não tem presas e não é venenosa. Geralmente nem ataca o homem. A sua principal função no ecossistema é reduzir o número de roedores que afectam principalmente a agricultura. A boa é um animal ameaçado, pelo que o seu número tem sido reduzido consideravelmente com o tempo, pelo que a sua população deve ser controlada. A jiboia-constritora tem um tamanho menor ao da anaconda, cerca de 3 a 5 metros. A sua cor pode variar entre a canela, o pardo escuro e o preto, que correspondem às cores das árvores por onde desliza o animal.

A boa é uma serpente mansa, ao contrário do seu famliar a anaconda. A jibóia-constritora é a segunda serpente em termos de tamanho que existe na América, é um animal que se domestica com facilidade. Ainda assim, tem várias características comuns como por exemplo serem constritoras e não venenosas. Ambas podem estar dentro de água e são boas nadadoras, apesar da boa preferir o meio terrestre. As duas se preocupam com as suas crias, assim que tenham nascido. As duas têm o ligamento elástico na boca que lhes permite engolir animais com um tamanho maior do que elas próprias.

As boas são animais nocturnos e podem caçar com pouco luz. Têm detectores térmicos nos seus lábios que lhes permite localizar animais de sangue quente. As jibóias-constritoras são animais ovovíparos, que significa que os ovos são mantidos nos genitais da fêmea até chocarem. São répteis de alto valor comercial devido a serem animais chamativos pelas suas cores. São capturados pela sua carne e para se ter como animal doméstico, mas principalmente pela sua pele que é utilizada na criação de produtos manufacturados como sapatos, cintos, etc.

A jibóia-constritora está declarada como “espécie ameaçada” pelo Ministério do Desenvolvimento Urbano e Ecologia, por meio da publicação no Jornal Oficial da Federação em Maio de 1991. Outro tipo de boa é a boa-arborícola-esmeralda. Quando nasce é de cor vermelha e ao cumprir 6 meses de vida, passa a ser de cor verde intenso, com o ventre amarelo. O seu comprimento é de cerca de 3 metros. Passa toda a sua vida nas árvores e gosta de descansar pendurando-se num ramo.

Imprimir artigo Enviar artigo
Tags:   Boa, répteis, serpentes
Contacto MundoEntrePatas.com. O teu portal sobre os animais: cães, gatos, esquilos, coelhos, hamsters...
Condições de uso